Anúncios

Archive

Posts Tagged ‘defeito’

DICA – Revivendo o servidor Dell Power Edge 2950

5 de fevereiro de 2017 3 comentários
Figura 1 – Painel frontal do servidor Dell Power Edge 2950.

Figura 1 – Painel frontal do servidor Dell Power Edge 2950.

O servidor Dell Power Edge 2950 é um tanto antigo, mas ainda presta muitos serviços pelo mundo afora (figura 1). No nosso caso, dois equipamentos apresentaram quase ao mesmo tempo problema idêntico: não inicializavam. O pequeno display no painel mostrava, intercaladamente, os erros:

– E1000 FAILSAFE, CALL SUPPORT

– E1216 3.3V PwrGd

– E1218 PCI Rsr 5V

É um problema de solução simples, a troca de um capacitor. Mas não é tão fácil quanto parece.

Conheça os métodos utilizados para efetuar a substituição e as características requeridas dos capacitores eletrolíticos para circuitos digitais. E saiba como utilizar os modernos capacitores de polímero condutivo sólido.
Leia mais…

Anúncios

TÉCNICA – Conserto de aleta direcionadora de ar condicionado split

16 de janeiro de 2017 2 comentários
Fig 1 - Ar condicionado tipo split Midea 9000 BTUs.

Fig 1 – Ar condicionado tipo split Midea 9000 BTUs.

Atualmente, os aparelhos de ar condicionado split (divididos) estão popularizados, pois são práticos, silenciosos e não requerem uma abertura exclusiva na parede, como os aparelhos integrados. Outra vantagem é a instalação alta, propícia para climas quentes, pois o ar frio que sai do aparelho é mais pesado e assim ele é distribuído de modo mais uniforme no ambiente.

Todo ar condicionado é uma bomba de calor: retira calor de um lado e coloca em outro. Quando se quer esfriar um ambiente, o calor é bombeado para fora da peça (é assim que “esfria”).

O ar condicionado split é composto por duas partes: a externa, chamada de condensadora e a interna, a evaporadora. Elas são interligadas por um conjunto de tubos e fios, isolados termicamente. A unidade evaporadora tem aletas que direcionam o fluxo de ar conforme desejado.

Muitas vezes, essas aletas quebram. Elas também são conhecidas como pás, lâminas, palhetas ou vanes. Vane é o termo em inglês que nomeia a pá de qualquer hélice, propulsor ou cata-vento, que movimenta-se devido à pressão do ar ou líquido sobre ela. Wheater vane, por exemplo, é aquele galo que aponta a direção do vento, colocado na rosa dos ventos e nas chaminés de antigas casas (aqui é conhecido por galo dos ventos ou galo de chaminé).

A aleta geralmente quebra na conexão com o motor que a movimenta. Era o caso do ar condicionado da figura 1. A aleta de baixo não se mexia mais, pois havia sido forçada manualmente. Demonstro neste post uma técnica muito simples para consertar a aleta, que inclusive a reforça.
Leia mais…

DICA – Conheça e conserte os ventiladores de teto

31 de dezembro de 2014 67 comentários
Figura 0 – Aeratron e503.

Ventilador de teto Aeratron e503.

Num dia muito quente, você liga o ventilador de teto e… nada. Tem energia elétrica, mas o motor do ventilador não dá qualquer sinal de vida. Ou apresenta qualquer destes defeitos:

– Ventilador funciona lentamente ou não funciona, em todas as velocidades;

– Não começa a girar, mas com uma “ajudinha”, ele funciona bem;

– Certas velocidades estão muito baixas ou não funcionam;

– O motor faz zumbido e a hélice pode ser girada faclmente, mas a rotação é livre, não se mantém.

Será que queimou muita coisa?

Estes problemas são muito frequentes e tem uma solução simples, a troca de um capacitor. Esta dica, inclusive, serve para quaisquer aparelhos que utilizem o mesmo tipo de acionamento (motores de indução com capacitor).

Compreenda porque estes motores precisam de um ou mais capacitores para funcionar. Assista vídeos que demonstram os principios de funcionamento envolvidos. E conheça modelos diferentes (para dizer o mínimo) de ventiladores de teto e como eles podem ajudar a economizar energia, tanto no inverno como no verão.

Leia mais…

ATERRAMENTO – Salvar vidas é importante

3 de fevereiro de 2014 13 comentários
Fig 1 - Jarra elétrica Cuori.

Fig 1 – Jarra elétrica Cuori.

Esta dica é para evidenciar a extrema importância da conexão de terra em qualquer tomada da rede elétrica.

Muitos acreditam que o aterramento é apenas mais um fio de ligação e não entendem a sua finalidade.

Relato dois casos em que houve problemas de energização da carcaça de aparelhos e o fio terra salvou vidas.

Leia mais…

DICA – Conserto de cafeteira doméstica Philips Senseo

19 de janeiro de 2014 78 comentários
Figura 1 - Cafeteira Philips Senseo 7810

Figura 1 – Cafeteira Philips Senseo 7810

Recebi para manutenção, há algum tempo, uma cafeteira elétrica doméstica Philips Senseo, modelo HD7810/40 (figura 1). Estes equipamentos utilizam sachês específicos, com porções já prontas para fazer café.

A lâmpada que informava a condição de ligado da cafeteira, ficava piscando rapidamente. Era uma indicação de erro e por causa disso o microprocessador interno bloqueava todas as operações. A causa do defeito era muito simples, mas abrir a cafeteira, nem tanto…

Leia mais…

TÉCNICA – Conserto de controle remoto de portão eletrônico

19 de março de 2013 274 comentários
Figura 1 – Diversos modelos de controles remotos de portões eletrônicos.

Figura 1 – Diversos modelos de controles remotos de portões eletrônicos.

É cada vez mais frequente a utilização de controles remotos em garagens, pois o preço geralmente compensa o desconforto de ter que abrir os portões em dias de chuva, além de economizarem o nosso tempo.  Só que, com o uso constante, volta e meia estes controles começam a falhar.

Neste post, mostro algumas dicas de conserto, que poderão evitar de jogá-los precocemente no lixo. Inclusive recuperá-los, caso tenham submergido em algum líquido ou tenham vazado a pilha.  Também comento os componentes utilizados na construção destes sistemas.

Leia mais…

TÉCNICA – Conserto de impressora Samsung ML-3051ND

15 de janeiro de 2013 26 comentários
Figura 1 – Impressora Samsung ML-3051ND.

Figura 1 – Impressora Samsung ML-3051ND.

DEFEITO: queimou ao ser ligada em 220V

Este problema é comum em muitas impressoras porque há o costume de vendê-las no Brasil com a tensão de entrada de rede de 127V CA, sem bivolt automático.

É um absurdo, pois a rede elétrica somente tem este valor de tensão em algumas capitais brasileiras. No restante do país, a rede é 220V CA. Claro, uma fonte com bivolt automático aumentaria o custo do equipamento (principalmente por causa da alimentação do fusor), e como não é obrigatória…

Nos escritórios, mesmo que ainda sejam instalados “estabilizadores”, que rebaixam a tensão da rede, de 220V para 120V ou perto disso, volta e meia algum distraído espeta o plugue na tomada de 220V e dá “aquele” estouro. E lá fica ele, de olhos arregalados, segurando o cabo e pensando como irá pagar uma nova impressora ao chefe…

Leia mais…