Início > Eletrônica, Manutenção > Alerta audível para o motociclista

Alerta audível para o motociclista

1 de março de 2012

Quando tive moto, uma coisa que me chateava muito era o pisca-pisca, que vivia esquecendo ligado. Muitas motos ainda hoje tem o mesmo problema, pois o desligamento não é automático como nos automóveis.

A solução é relativamente simples: fazer com que seja ouvido um bip cada vez que ligarmos a seta, para nos lembrar de desligá-la. O dispositivo foi colocado em uma Honda XLX350R que eu tinha à época, em paralelo com a lâmpada que indica o acionamento do pisca, no painel.

O problema foi que, ao ligar a seta, a lâmpada do painel iluminava normalmente, mas a campainha só funcionava para um lado. Após uns testes, descobri que ao ligar o pisca para a esquerda, a polaridade da lâmpada do painel era uma, e ao ligar o pisca para a direita, a polaridade era inversa.

Como resolver? Simples, para quem manja um pouquinho de eletrônica. Há um componente de silício, chamado diodo, que só deixa conduzir a corrente elétrica para um lado. Usando um artifício criado há muitos anos (no tempo das válvulas…), foi resolvido o problema: uma ponte retificadora, que utiliza 4 diodos.
Ponte retificadoraFuncionamento da ponte retificadora: considerando que os diodos somente conduzem em um sentido, é fácil ver que se tiver tensão positiva no ramo superior, ela só poderá sair no ramo positivo (lado direito), pois a corrente só poderá passar no sentido das flechas. Neste caso, D2 irá conduzir e D1 irá bloquear. No ramo inferior, obviamente, deverá haver uma tensão negativa, daí a tensão irá correr do negativo para o ramo inferior, através de D3 (considerando o sentido convencional de tensão, como os diodos são marcados – do positivo para o negativo). D4 então, ficará bloqueado.

No caso de haver tensão negativa no ramo superior, tudo se inverte, daí os diodos D1 e D4 entrarão em ação e D2 e D3 bloquearão. Com qualquer polaridade na entrada, a saída sempre irá apresentar a polaridade correta, positiva (+) num lado e negativa (-) no outro. É um autêntico, e simples, conversor de corrente alternada para corrente contínua.

Atualmente estas pontes são componentes bem comuns, e vem encapsuladas em uma só peça. São encontradas muito frequentemente na entrada de energia elétrica das fontes de PC. Na foto a seguir aparecem vários modelos, inclusive os 4 diodos que usei para montar a tal da ponte. O chanfro que aparece nelas é para indicar onde está o positivo. Também está lá o buzzer (campainha, sinalizador) que pode ser ligado em tensões de 4,5 a 15V, bem apropriado às motos. Estes sinalizadores sonoros não são iguais aos dos computadores, que são simples alto-falantes e necessitam de um circuito que gere o bip. Neste Sonalarme, retirado de sucata, é só ligar que ele sai buzinando.

Pontes retificadoras e Sonalarme

Veja a foto abaixo e compare ao desenho dos diodos lá de cima, não parecem iguais?  E são! E funciona muito bem! Qualquer diodo ou ponte que aceite pelo menos 1A de corrente e 50V de tensão, estará apto ao nosso projeto. Por exemplo, o diodo 1N4001, muitíssimo comum.

Ponte retificadora pronta

Agora a montagem final, pronta para ser ligada em paralelo com a lâmpada sinalizadora da seta, no painel da moto. Note que os fios não tem vermelho e preto para indicar a polaridade, pois agora não importa mais. Se aparecer tensão suficiente para que o sinalizador funcione, já era!

Alerta audível pronto
Concluindo, o sinalizador e os diodos poderão ser encapsulados em espaguete termo-retrátil, ou em epóxi (Araldite, Poxipol, etc.), sempre cuidando para deixar aberto o lado por onde sairá o som (não aparece nestas fotos).

Bom proveito!

  1. jeferson
    29 de abril de 2013 às 16:04

    Ótimo post Parabéns

  1. 8 de março de 2015 às 00:27
  2. 15 de janeiro de 2014 às 17:45
Os comentários estão desativados.
%d blogueiros gostam disto: