Anúncios
Início > Eletrônica, Manutenção > DICA – Facilite suas medições de componentes

DICA – Facilite suas medições de componentes

24 de agosto de 2013

Figura 1 – Capacímetro Minipa MC-153 com a "ponta de prova" em uso.

Figura 1 – Capacímetro Minipa MC-153 com a “ponta de prova” em uso.

Um capacímetro, que adquiri há algum tempo (Minipa MC-153 – ver figura 1) estava me fazendo perder muito tempo para testar diversos capacitores, de variados tamanhos e valores (figura 2). O fabricante forneceu, com o instrumento, um jogo de pontas de prova curtas, com garras jacaré, além de um soquete multifunção para testar capacitores pequenos (figura 3).

O soquete somente aceitava capacitores com algum comprimento nos terminais. Capacitores muito grandes ou muito pequenos, com terminais curtos, só era possível medir com as garras. E, convenhamos, para testar quase uma centena de capacitores, perde-se muito tempo para conectar e desconectar cada um deles.

Figura 2 – O desafio: testar rapidamente todos estes capacitores.

Figura 2 – O desafio: testar rapidamente todos estes capacitores.

Figura 3 – Capacímetro e pontas de prova e soquete de teste, originais.

Figura 3 – Capacímetro e pontas de prova e soquete de teste, originais.

Este capacímetro tem uma característica interessante, da mesma forma que boa parte dos multímetros: as tomadas de conexão tem a bitola e o espaçamento do padrão de tomadas de pino redondo (obedece as normas IEC 60906-1 e NBR 14136). Portanto, são pinos de 4mm de diâmetro e 19mm de espaçamento.

Então, a solução foi pegar um plugue de pinos maciços (figuras 4 e 5), adaptar nele dois fios rígidos de cobre, de bitola 2,5mm, dobrados de maneira a aceitar a maioria dos capacitores existentes, e deixá-lo encaixado no instrumento.

As figuras 6 a 10 mostram o passo a passo para a montagem do artefato. A fixação do fio rígido a cada pino maciço foi feita com chave de fenda e alicate, para poder aplicar uma força suficiente que deixe o conjunto bem travado. Como solução alternativa – talvez até mais durável -, pode-se soldar os pinos aos fios.

É importante arredondar as extremidades dos fios (figura 11), pois é muito fácil cortar-se, quando há rebarbas feitas no fio pelo alicate de corte. Eu que o diga…

Nas figuras 1, 12 e 13, são mostradas algumas possibilidades de medição.

Figura 4 – Plugue de pinos maciços para a adaptação. Este plugue é incompatível com o novo padrão NBR.

Figura 4 – Plugue de pinos maciços para a adaptação. Este plugue é incompatível com o novo padrão NBR.

Figura 5 – Plugue aberto.

Figura 5 – Plugue aberto.

Figura 6 - Fixação de cada fio rígido de cobre ao seu terminal.

Figura 6 – Fixação de cada fio rígido de cobre ao seu terminal.

Figura 7 – Furação da tampa do plugue.

Figura 7 – Furação da tampa do plugue.

Figura 8 – Colocação dos pinos no plugue.

Figura 8 – Colocação dos pinos no plugue.

Figura 9 – Colocação da tampa.

Figura 9 – Colocação da tampa.

Figura 10 – Dobra dos fios.

Figura 10 – Dobra dos fios.

Figura 11 – Acabamento das pontas.

Figura 11 – Acabamento das pontas.

Figura 12 – Medição com pinça.

Figura 12 – Medição com pinça.

Figura 13 – Medição de pequenos capacitores.

Figura 13 – Medição de pequenos capacitores.

Figura 14 – Tipos de capacitores aptos para uma só "ponta de prova".

Figura 14 – Tipos de capacitores aptos para uma só “ponta de prova”.

Agora, podem ser testados diretamente no aparelho capacitores tão variados como os da figura 14. Também pode ser feita a descarga do capacitor, caso necessário, num dos terminais da “ponta de prova”, pois eles são longos o suficiente para isso. Uma opção mais segura, seria colar na lateral do aparelho uma placa metálica para esta função.

\ep/

Anúncios
  1. Eduardo
    26 de março de 2015 às 16:53

    Muito bom! Parabéns pelos seus artigos e sua criatividade!

  2. BRUNO RODRIGUES LOPES
    3 de setembro de 2013 às 19:49

    muito foda cara, (^.^)

  3. Rafael
    25 de agosto de 2013 às 10:08

    Muito bom!!!

  1. 8 de março de 2015 às 00:25
  2. 15 de janeiro de 2014 às 17:43
Os comentários estão desativados.
%d blogueiros gostam disto: